Passeando pelo Douro - da estação de caminhos de ferro da Alegria, passando pela barragem da Valeira, terminando na Ferradosa

A região do Douro é proprietária duma paisagem única, validada desde 2001 com o estatuto de Património Mundial da Unesco.
Vale a pena descobrir a magia e encanto do Rio Douro no seu território vinhateiro, por barco, de comboio ou automóvel, visitando também as quintas e adegas onde se produz o célebre néctar das uvas, o "vinho do Porto".

São paisagens deslumbrantes e inesquecíveis a cada quilómetro, num percurso de que vai de Barqueiros a Barca d´Alva.

No pequeno troço do filme que apresento, numa pequena extensão de cerca de 1000 metros, observamos as belas encostas em socalcos do vale do Douro, onde estão plantados os vinhedos, com impressionantes imagens de beleza natural, moldada pelo homem ao longo dos últimos séculos.

Podemos ver obras da arquitetura humana, desde a barragem da Valeira, que favoreceu a navegabilidade do Douro a barcos de grande porte, e um pouco mais a montante, a ponte dos caminhos de ferro da Ferradosa, onde passa o comboio do Douro que, no seu trajeto entre o Porto e Pocinho, se cruza com que 26 túneis e 30 pontes. O percurso de comboio é aliciante, pois caminha ao lado do rio por entre curvas e contracurvas tomo com plano de fundo o rio e as paisagens montanhosas verdejantes.