Comboio Histórico do Douro - versão de 2013

Iniciaram-se neste mês de Julho as viagens do comboio histórico na linha do Douro.
A locomotiva a vapor foi trocada por uma a diesel...

Já não está presente a animação nas carruagens com o "Grupo de Fornelos" recheado de animosidade, em simbiose perfeita com os turistas, cantando melodias alusivas ao Douro.

Que pena...
Tantos que aqui vinham passear por ser o comboio a vapor, movidos pela força sentimental da herança simbólica da primeira revolução industrial....
Tantas potencialidades que a linha do Douro possui, como sendo a "linha férrea turística de Portugal"..., um dos epicentros do turismo em Portugal...
E... mais um retrocesso...

O vapor que até 2012 circulou entre a Régua e o Poçinho, oferecia, além do percurso ribeirinho pela margem direita do Douro, todo o cenário deste meio de transporte retrocedendo a finais do séc XIX e XX, nomeadamente com as técnicas de tração, hoje abandonadas que seduziam centenas de entusiastas.

A viagem no vapor, com o cheiro intenso da queima do carvão levava-nos temporariamente ao mundo do romantismo e da nostalia.

E a prova do impacto negativo da substituição da locomotiva e da animosidade envolvente, nota-se hoje pelo silêncio dos passageiros e espetadores na edição deste ano.

E mais, já lá não se encontram muitos e muitos daqueles que iam desejosos em observar e ser conduzidos por um verdadeiro museu vivo triunfado com a autenticidade em movimento.

No presente post apresento a edição de 2013 do comboio histórico, percorrendo a linha do Douro entre Régua e Poçinho.
Saliento a música de fundo do filme, o "Grupo de cantares de Fornelos" que simboliza em perfeição "a verdadeira alma da música do Douro"