A Festa do 15 de Agosto 2017 em Vila da Ponte, Sernancelhe

Animar a nossa aldeia e o reencontro com os amigos são as principais ambições dos VilaPontenses nestes calorosos Verões. 
Verões começando com o São João em finais de Junho, e terminando em finais de Setembro com as vindimas, sendo para nós de cá "os melhores do País".

É a altura que melhor proporciona aos conterrâneos e visitantes que cá veem umas férias de Verão estimulantes e reparadoras.

E é mais na primeira quinzena de Agosto, que tem sido proporcionado a todos, várias iniciativas, desde a festa anual da Senhora das Necessidades que no próximo parágrafo deste texto assiná-la-ei, a diversas apresentações musicais, não esquecendo a gastronomia regional presente nos restaurantes da aldeia, e também a visita ao património histórico e paisagístico, desta antiga sede de concelho, onde encontramos o Pelourinho, a Casa da Cadeia e edifícios Brasonados. Neste periodo de Verão, Vila da Ponte ganha vida, alegria, cor, som e muita animação. 

Jovens e adultos confraternizam e vivem momentos inesquecíveis que constituem as memórias das férias.

A Comissão de Festas da freguesia empenha-se sempre em proporcionar momentos únicos, inesquecíveis.
Organiza programas diversificados do agrado de pequenos e graúdos.

Bailes animados por conjuntos musicais, espectáculo de pirotecnia, banda de música a percorrer a aldeia inteira que, obviamente são momentos muito aguardados.
A procissão com os andores e músicos, constituem sempre o apogeu no dia da festa, 15 de Agosto.

A Festa do 15 de Agosto em Vila da Ponte, é um verdadeiro convite ao agradável encontro deste povo, que neste dia vive em alegria extrema.

Festa em perfeita harmonia entre o sagrado e o profano, a honrar a Senhora das Necessidades, situada lá no alto do Monte da Borralheira, onde vamos encontra o Santuário e a Ermida, com muitos anos de História, verdadeiro local de fervoroso culto ao longo do ano

15 de Agosto é o dia da Aldeia onde todos se dedicam de corpo e alma à Nossa Senhora das Necessidades.
As mulheres decoram os altares, muitas colocam as melhores colchas à janela ao passar da Procissão, recebem os familiares e amigos de longe, preparam as melhores iguarias para que nada falte à mesa neste dia.
Os homens vestem o melhor fato, assistem à missa campal ao lado do Santuário, sobem os andores, monte acima com os seus tratores, lançam foguetes a anunciar a festa, e para acompanhar a comida, procuram sempre o melhor vinho.

Como importante fator da estabilidade da população, a festa teima em manter-se intacta e coesa e cada vez mais viva

A religiosidade e a festa pagã conservam a sua atração ano após ano, graças ao espírito dos VilaPontenses, que comungam tudo num ambiente de verdadeira alegria, tendo um orgulho muito especial na sua Procissão, adornada sempre por uma Banda de Música, este ano de Cambres-Lamego, que proporcionou momentos impares a todos conforme poderemos ver no filme. O Grupo de Bombos a anunciar e dar ênfase à festa, passou a ser um ícon obrigatório.

Deste modo, ao longo do ano, a Senhora das Necessidades atrai fervorosos Peregrinos, buscando milagre e cumprindo promessas, mas também Turistas movidos pelas paisagens ímpares que se disfrutam lá de cima do Monte, alcançando a aldeia de Vila da Ponte e toda a albufeira do Távora